Notícias

O Mi Mi Mi dos sem votos

0

Fala-se em construção de uma terceira via para enfrentar Bolsonaro e Lula nas eleições de 2022. Nada mais legítimo, a democracia permite essa alternativa, porém, essa tal terceira via carece de nome viável, discurso, ou mesmo um projeto alternativo. Isso é o suficiente para o fracasso, e como se não bastasse, falta-lhes a matéria prima, sua excelência o VOTO. Simples assim.

Antes da entrada de Lula no páreo, havia dezenas de oportunistas se arvorando em ser a opção entre Bolsonaro e PT, dentre eles, até animador de auditório e heróis de pé de barro. Essa fartura de nomes evaporou-se com a volta de Lula, escafederam-se, cada qual voltando correndo para suas zonas de conforto.

O empresário milionário foi obrigado pelo partido que ajudou a criar a cair fora da disputa. O milionário animador de auditório preferiu sair pela tangente e continuar a amealhar fortuna animando as tardes de domingo. O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro, foi abatido em pleno voo pela Vaza Jato, STF, pelos lulistas e bolsonaristas, não lhe restando mais alternativas senão trabalhar fora do país na iniciativa privada.

O que restou? Restou pouca coisa ou quase nada, como por exemplo o capenga governador de SP, o qual não consegue ao menos ultrapassar a barreira partidária para se candidatar, é candidato de si próprio, um mitômano que nada agrega e com rejeição enorme no próprio estado que governa.

Ciro Gomes não é e nunca foi terceira via, é outro candidato de si próprio, uma metralhadora ambulante que atira ao sabor dos ventos, sem direção, sem alvo, parecendo cada vez mais com uma biruta de aeroporto.

Diante da evidente polarização entre Bolsonaro e Lula, a terceira via em vez de se debruçar sob projetos alternativos aos dois, se agarra em fio desencapado como a CPI da pandemia na expectativa estúpida de que personagens como Renan Calheiros, relator dessa indignidade, que usa mortos para se projetar, produza relatório que possa afastar Bolsonaro da presidência impedindo-o de concorrer.

É dever de todo cidadão brasileiro o fortalecimento da democracia, não se pode enfraquece-la com o mi m i mi golpista toda vez que assumir um presidente que não agrada uma parcela da população. O tapetão não é uma via democrática vez que banalizado, é traumático, deixa sequelas, enquanto as urnas, mesmo que “eletrônicas”, não deixarão dúvidas da opção legitima da maioria dos brasileiros. É isso. Gostem ou não. É imperativo que seja assim.

Por mais que a imprensa se sinta prejudicada e atacada pelo governo Bolsonaro, não deveria cair na armadilha do revidar por revidar, retaliar a qualquer custo, construírem narrativas falsas em detrimento dos fatos, pois, agindo assim, abrirão uma brecha enorme para que a mentira permeie a sociedade como um todo, igualando-se indelevelmente ao que critica.

A democracia se faz com voto, e mi mi mi não alcança esse objetivo!!!

Outras notícias

BOLSONARO DEMITE PRESIDENTE DA PETROBRAS

Jair Bolsonaro acaba de anunciar o general Joaquim Silva e Luna para o lugar de Roberto Castello Branco no comando da Petrobras. O militar estava como diretor-geral de Itaipu Binacional. O presidente da República havia decidido destituir Castello Branco, depois ...

Estudo confirma 1ª morte por recorrência de Covid-19 no Brasil

Um estudo liderado por pesquisadores brasileiros constatou 33 casos de recorrência de Covid-19 no Brasil. Um dos pacientes morreu. O estudo foi publicado na revista Journal of Infection na última sexta (12). A “recorrência”, no estudo, foi definida como recorrência ...

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de privacidade

TERMOS DE USO PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS

  1. Em respeito ao direito fundamental de liberdade de expressão, o Portal permite aos Usuários que publiquem comentários junto das notícias e opiniões veiculadas nesta página.
  • O Usuário, sob pena de responder civil e penalmente, compromete-se em fornecer informações verdadeiras e atualizadas para sua identificação pessoal, e isenta o Portal de notícias de responsabilidade quanto a eventuais informações inverídicas que venha a prestar.
  • Usuários menores de 18 anos, que venham a se manifestar e comentar as notícias e opiniões disponíveis no portal, deverão ser assistidos de seus responsáveis, que responderão civil e penalmente pelo conteúdo.
  • O Usuário compromete-se em publicar comentários e manifestações cordiais, que não violem a legislação nacional vigente ou que impliquem em ilícito de qualquer natureza. Sendo vedada qualquer manifestação discriminatória ou que atente contra a dignidade da pessoa humana.
  • Ao publicar comentário, o Usuário autoriza o Portal que exiba o conteúdo por tempo indeterminado, sem qualquer restrição. Sendo facultado ao Portal que se utilize do conteúdo para qualquer fim, sem qualquer ônus, independentemente de consentimento.
  • O Portal se reserva ao direito de registrar e armazenar qualquer comentário realizado pelo Usuário na página, ainda que tal conteúdo venha a ser indisponibilizado ou excluído por qualquer razão.
  • O Portal se reserva ao direito de suspender, remover ou indisponibilizar qualquer comentário ou manifestação realizada pelo Usuário nesta plataforma, independentemente de comunicação prévia ou de justificativa de motivos.
  • O Portal resguarda a possibilidade de fornecer dados e registros dos Usuários às autoridades públicas, com o objetivo de colaborar com procedimentos oficiais de natureza judicial ou administrativa.