JustiçaPolítica

Supremo confirma que título de eleitor não é obrigatório para votar

0

O Supremo Tribunal Federal reafirmou que apresentação do título de eleitor não é obrigatória para votar — basta mostrar um documento oficial com foto. 

Os ministros analisaram uma ação apresentada pelo PT contra a Lei 12.034/2009, que havia fixado a exigência de o eleitor apresentar, além do documento, o título de eleitor. Uma liminar havia derrubado a regra em 2010. Agora, o plenário virtual a confirmou.

Segunda a relatora, ministra Rosa Weber, a lei que dificulta o exercício do voto, criando obstáculos desnecessários, não encontra amparo na Constituição.

“Aplicando o princípio da proporcionalidade à situação em concreto, a apresentação do título de eleitor não se mostra como exigência idônea, porque além de não ser o método mais eficiente para garantir a autenticidade do voto — ante a ausência de foto —, restringe de forma excessiva o direito de sufrágio”, disse a relatora. 

Outras nóticias

Vitória de Biden ajuda Bolsonaro recuar em veto à Huawei

“A guinada, por ora ainda tratada como possibilidade no entorno presidencial, é uma consequência da vitória de Joe Biden”. “No cenário de maior distanciamento dos Estados Unidos, já admitido pelo Planalto com cautela, o governo Bolsonaro entende que um eventual ...

Ibope: Covas 47%, Boulos 35%

A primeira pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo, depois do primeiro turno em São Paulo, confirma a vantagem de Bruno Covas (47%) sobre Guilherme Boulos (35%). Segundo o instituto, 14% dos entrevistados vão votar nulo ou em branco e há 4% de indecisos. Quando ...

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de privacidade

TERMOS DE USO PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS

  1. Em respeito ao direito fundamental de liberdade de expressão, o Portal permite aos Usuários que publiquem comentários junto das notícias e opiniões veiculadas nesta página.
  • O Usuário, sob pena de responder civil e penalmente, compromete-se em fornecer informações verdadeiras e atualizadas para sua identificação pessoal, e isenta o Portal de notícias de responsabilidade quanto a eventuais informações inverídicas que venha a prestar.
  • Usuários menores de 18 anos, que venham a se manifestar e comentar as notícias e opiniões disponíveis no portal, deverão ser assistidos de seus responsáveis, que responderão civil e penalmente pelo conteúdo.
  • O Usuário compromete-se em publicar comentários e manifestações cordiais, que não violem a legislação nacional vigente ou que impliquem em ilícito de qualquer natureza. Sendo vedada qualquer manifestação discriminatória ou que atente contra a dignidade da pessoa humana.
  • Ao publicar comentário, o Usuário autoriza o Portal que exiba o conteúdo por tempo indeterminado, sem qualquer restrição. Sendo facultado ao Portal que se utilize do conteúdo para qualquer fim, sem qualquer ônus, independentemente de consentimento.
  • O Portal se reserva ao direito de registrar e armazenar qualquer comentário realizado pelo Usuário na página, ainda que tal conteúdo venha a ser indisponibilizado ou excluído por qualquer razão.
  • O Portal se reserva ao direito de suspender, remover ou indisponibilizar qualquer comentário ou manifestação realizada pelo Usuário nesta plataforma, independentemente de comunicação prévia ou de justificativa de motivos.
  • O Portal resguarda a possibilidade de fornecer dados e registros dos Usuários às autoridades públicas, com o objetivo de colaborar com procedimentos oficiais de natureza judicial ou administrativa.