Política

Regras do Facebook não se aplicam a Bolsonaro, diz engenheiro que pediu demissão

0

“O Facebook está se alinhando cada vez mais aos ricos e poderosos, permitindo que eles joguem com regras diferentes”.

O relato é do engenheiro de computação David Thiel à revista New Yorker. Em reportagem publicada nesta segunda-feira (12), a revista questiona se o Facebook de fato quer resolver o problema do discurso de ódio e desinformação que abundam na plataforma.

Thiel pediu demissão porque o Facebook não reagiu à live de Bolsonaro, em janeiro deste ano, na qual o presidente afirmou que “cada vez mais, o índio é um ser humano igual a nós”.

O trecho mais completo da fala do presidente foi: “Com toda a certeza, o índio mudou, tá evoluindo. Cada vez mais o índio é um ser humano igual a nós”.

Para convencer a equipe de política de conteúdo do Facebook a remover o vídeo, Thiel preparou uma apresentação de PowerPoint com 15 slides. Um dos slides continha o verbete de dicionário do verbo “become” (tornar-se), acrescentando que “tornar-se algo necessariamente denota que, no status quo ante [situação anterior], o sujeito atualmente não é aquilo”.

O penúltimo slide da apresentação continha trecho de discurso do próprio Mark Zuckerberg, presidente do Facebook, sobre os perigos de desumanizar pessoas.

Os moderadores de conteúdo não se convenceram.

Um especialista de conteúdo em Brasília, a serviço do Facebook, escreveu que “o presidente Bolsonaro é conhecido por seus discursos controversos e ‘politicamente incorretos’”. Segundo a revista, esse especialista trabalhou para pelo menos um político pró-Bolsonaro.

Thiel também argumenta à revista que os representantes de vendas do Facebook certamente encorajaram Bolsonaro a usar os produtos da empresa, o que gera um conflito de interesses.

Em março, Thiel pediu demissão.

Outras nóticias

Bolsonaro troca chefe de gabinete e assessor

Em atos publicados no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou mudanças na Secretaria-Geral da Presidência, no Gabinete do Presidente da República e na Assessoria Especial da Presidência. O ministro Jorge Oliveira foi exonerado, a pedido, ...

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de privacidade

TERMOS DE USO PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS

  1. Em respeito ao direito fundamental de liberdade de expressão, o Portal permite aos Usuários que publiquem comentários junto das notícias e opiniões veiculadas nesta página.
  • O Usuário, sob pena de responder civil e penalmente, compromete-se em fornecer informações verdadeiras e atualizadas para sua identificação pessoal, e isenta o Portal de notícias de responsabilidade quanto a eventuais informações inverídicas que venha a prestar.
  • Usuários menores de 18 anos, que venham a se manifestar e comentar as notícias e opiniões disponíveis no portal, deverão ser assistidos de seus responsáveis, que responderão civil e penalmente pelo conteúdo.
  • O Usuário compromete-se em publicar comentários e manifestações cordiais, que não violem a legislação nacional vigente ou que impliquem em ilícito de qualquer natureza. Sendo vedada qualquer manifestação discriminatória ou que atente contra a dignidade da pessoa humana.
  • Ao publicar comentário, o Usuário autoriza o Portal que exiba o conteúdo por tempo indeterminado, sem qualquer restrição. Sendo facultado ao Portal que se utilize do conteúdo para qualquer fim, sem qualquer ônus, independentemente de consentimento.
  • O Portal se reserva ao direito de registrar e armazenar qualquer comentário realizado pelo Usuário na página, ainda que tal conteúdo venha a ser indisponibilizado ou excluído por qualquer razão.
  • O Portal se reserva ao direito de suspender, remover ou indisponibilizar qualquer comentário ou manifestação realizada pelo Usuário nesta plataforma, independentemente de comunicação prévia ou de justificativa de motivos.
  • O Portal resguarda a possibilidade de fornecer dados e registros dos Usuários às autoridades públicas, com o objetivo de colaborar com procedimentos oficiais de natureza judicial ou administrativa.