Justiça

Polícia bate recorde de assassinatos em 2019. 80% dos mortos eram negros

0

A polícia brasileira nunca matou tantas pessoas como no ano passado. Quase 80% delas, pessoas negras. A proporção de policiais negros assassinados em 2019 também aumentou. Os dados que revelam isso acabam de ser divulgados no Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2020. Eles fazem parte de uma série histórica que vem sendo estudada desde 2013. E mostram uma violência que tem cor e resiste ao tempo.

MVI (Mortes Violentas Intencionais)
2019 – 47.773 mortes violentas intencionais , com 75% de negros
2018 – 57 574 mortes violentas intencionais, com 75% de negros
Houve redução de 17 % (9.801 casos a menos)

HOMICÍDIOS
39.561 homicídios em 2019 com 74,4% negros
49 153 homicídios em 2018 com 75,6% negros.
O número de homicídios no Brasil caiu 19,5% em 2019 em relação a 2018 (9.592 vítimas a menos que 2018)

LETALIDADE POLICIAL
Das pessoas mortas pela polícia em 2019, 79,1% são negros. Em 2018, essa porcentagem foi de 75,4%.
6.357 mortos pela polícia em 2019.
6.175 em 2018.
Houve aumento de 2,90%.

VITIMIZAÇÃO POLICIAL
Os policiais assassinados passam de 51,7% de negros dentre as vítimas em 2018 para 65,1% de negros dentre as vítimas em 2019.
Foram 172 policiais mortos em 2019 e 313 em 2018.

Outras nóticias

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de privacidade

TERMOS DE USO PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS

  1. Em respeito ao direito fundamental de liberdade de expressão, o Portal permite aos Usuários que publiquem comentários junto das notícias e opiniões veiculadas nesta página.
  • O Usuário, sob pena de responder civil e penalmente, compromete-se em fornecer informações verdadeiras e atualizadas para sua identificação pessoal, e isenta o Portal de notícias de responsabilidade quanto a eventuais informações inverídicas que venha a prestar.
  • Usuários menores de 18 anos, que venham a se manifestar e comentar as notícias e opiniões disponíveis no portal, deverão ser assistidos de seus responsáveis, que responderão civil e penalmente pelo conteúdo.
  • O Usuário compromete-se em publicar comentários e manifestações cordiais, que não violem a legislação nacional vigente ou que impliquem em ilícito de qualquer natureza. Sendo vedada qualquer manifestação discriminatória ou que atente contra a dignidade da pessoa humana.
  • Ao publicar comentário, o Usuário autoriza o Portal que exiba o conteúdo por tempo indeterminado, sem qualquer restrição. Sendo facultado ao Portal que se utilize do conteúdo para qualquer fim, sem qualquer ônus, independentemente de consentimento.
  • O Portal se reserva ao direito de registrar e armazenar qualquer comentário realizado pelo Usuário na página, ainda que tal conteúdo venha a ser indisponibilizado ou excluído por qualquer razão.
  • O Portal se reserva ao direito de suspender, remover ou indisponibilizar qualquer comentário ou manifestação realizada pelo Usuário nesta plataforma, independentemente de comunicação prévia ou de justificativa de motivos.
  • O Portal resguarda a possibilidade de fornecer dados e registros dos Usuários às autoridades públicas, com o objetivo de colaborar com procedimentos oficiais de natureza judicial ou administrativa.