Vídeos

Maya Gabeira entra no Guinness por recorde da maior onda surfada no mundo

0

O Guinness World Records, o Livro Mundial de Recordes, oficializou a marca de surfista carioca Maya Gabeira, que bateu o seu próprio recorde da maior onda surfada no mundo por uma mulher: 22,4 metros. A façanha foi alcançada em fevereiro, na Praia do Norte, em Nazaré, Portugal.

“É uma conquista, é algo até quase inesperado para mim. Na verdade, não era um foco meu bater o meu recorde, eu estava muito focada em competir pela primeira vez no masculino e isso foi o que acabou elevando a minha performance. Quando eu vi que tinha surfado a onda e que isso realmente poderia acontecer, eu comecei a entender que eu poderia conquistar mais um grande marco na minha carreira!”, diz a surfista de 33 anos.

Maya não só bateu o próprio recorde como surfou a maior onda de toda a temporada, entre homens e mulheres – uma conquista com uma relevância que vai além dos números.

Este novo recorde de Maya Gabeira e que está no Guinnes Book foi parar também no célebre jornal norte-americano “The New York Times” em uma reportagem publicada esta semana e que reforça a importância deste feito conquistado pela brasileira.
Este novo recorde de Maya Gabeira e que está no Guinnes Book foi parar também no célebre jornal norte-americano “The New York Times” em uma reportagem publicada esta semana e que reforça a importância deste feito conquistado pela brasileira. WSL via Getty Images – Damien Poullenot

“Poder ver uma mulher surfando a maior onda do ano em um esporte extremamente masculino, totalmente dominado pelos homens, é um marco. Até já tinha sonhado com isso quando era mais nova, mas eu nunca imaginei que isso fosse se tornar realidade. É muito importante para as meninas mais jovens poderem ver esta representatividade no topo, mulher no topo”, comenta a brasileira. “Isso, para mim, é o que é mais especial nesse recorde: ter sido a maior onda surfada este ano entre homens e mulheres! Como uma atleta mulher ter sucesso em um ambiente de extremo perigo, um esporte radical, muito relacionado ao universo masculino, a força e coragem é sempre uma grande quebra de estigma. Mostra que a mulher pode fazer coisas que a sociedade vê como extremamente masculinas. É muito significativa esta onda quando olhamos desta forma”, comenta a atleta.

A atleta não está pensando em novos recordes, agora o objetivo é continuar treinando. “ Quero continuar surfando ondas grandes, evoluindo e trinando e ver onde isso vai me levar”.
A atleta não está pensando em novos recordes, agora o objetivo é continuar treinando. “ Quero continuar surfando ondas grandes, evoluindo e trinando e ver onde isso vai me levar”. WSL via Getty Images – Damien Poullenot

Maya Gabeira tornou-se a primeira surfista a entrar para o Livro Mundial de Recordes quando, em 2018, surfou uma onda com quase 21 metros, também na Praia do Norte, em Nazaré. Foi nestas mesmas ondas que teve um acidente sério em 2013, quando foi retirada do mar inconsciente. Mas apesar deste episódio marcante, Maya nunca desistiu.

A surfista relembra o quão difícil foi a recuperação do acidente. “Eu continuei porque aquilo era a minha vida, era muito difícil eu desistir da minha carreira, de tudo que eu tinha construído e sonhado; todo o meu trabalho até então. Nazaré foi uma grande motivação também porque eu vi que abriria um novo horizonte no esporte, um novo nível, uma nova possibilidade, ainda mais real do que nunca de se bater recordes”, destaca a atleta. “Olhando de fora o que eu vivi, as minhas lesões, meu acidente, pode parecer que era um sinal para eu desistir mas não vejo assim. Na verdade, todas essas dificuldades me acrescentaram muito e, talvez, tenham sido esses os grandes motivos de eu ter me tornado uma campeã”, comenta.

A carioca, filha do ex-deputado federal Fernando Gabeira, trocou o Rio de Janeiro por Portugal e escolheu a vila de pescadores de Nazaré como casa. Walter Chicharro, presidente da Câmara Municipal, é um dos maiores impulsionadores do desenvolvimento da Praia do Norte como um dos melhores destinos do mundo para o surfe de ondas grandes, e já considera a atleta uma cidadã nazarena.

“A Maya Gabeira já é uma de nós. Conheci a Maya logo na época do acidente terrível que quase lhe tirou a vida. É uma atleta corajosa, que bate recordes lado a lado com os homens. Sempre lutei para que as mulheres fossem incluídas nos eventos de ondas gigantes porque sabia que elas estariam no mesmo nível que os homens. Este resultado da Maya prova isso”, comenta.

O novo recorde de Maya Gabeira no Guinnes Book foi parar também no célebre jornal norte-americano “The New York Times”, em uma reportagem publicada esta semana. A atleta não pensa em novos recordes: agora, o objetivo é continuar treinando. “Quero evoluir e ver onde isso vai me levar”, desafia.

Outras nóticias

Vídeo: raio atinge homem em Itapema

Imagens obtidas por uma câmera de monitoramento, que foram divulgadas nas redes sociais, mostram o momento em que um raio atinge a faixa de areia em Itapema, na última sexta-feira (3). O incidente resultou na morte do corretor de imóveis ...

CNN completou ontem 100 dias no Brasil

A CNN completou 100 dias de sua operação no Brasil. Junto com a estreia da emissora, em 15 de março, veio a missão de cobrir a mais grave crise de saúde desta geração, em meio a um cenário político turbulento. Mesmo nesse ...

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de privacidade

TERMOS DE USO PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS

  1. Em respeito ao direito fundamental de liberdade de expressão, o Portal permite aos Usuários que publiquem comentários junto das notícias e opiniões veiculadas nesta página.
  • O Usuário, sob pena de responder civil e penalmente, compromete-se em fornecer informações verdadeiras e atualizadas para sua identificação pessoal, e isenta o Portal de notícias de responsabilidade quanto a eventuais informações inverídicas que venha a prestar.
  • Usuários menores de 18 anos, que venham a se manifestar e comentar as notícias e opiniões disponíveis no portal, deverão ser assistidos de seus responsáveis, que responderão civil e penalmente pelo conteúdo.
  • O Usuário compromete-se em publicar comentários e manifestações cordiais, que não violem a legislação nacional vigente ou que impliquem em ilícito de qualquer natureza. Sendo vedada qualquer manifestação discriminatória ou que atente contra a dignidade da pessoa humana.
  • Ao publicar comentário, o Usuário autoriza o Portal que exiba o conteúdo por tempo indeterminado, sem qualquer restrição. Sendo facultado ao Portal que se utilize do conteúdo para qualquer fim, sem qualquer ônus, independentemente de consentimento.
  • O Portal se reserva ao direito de registrar e armazenar qualquer comentário realizado pelo Usuário na página, ainda que tal conteúdo venha a ser indisponibilizado ou excluído por qualquer razão.
  • O Portal se reserva ao direito de suspender, remover ou indisponibilizar qualquer comentário ou manifestação realizada pelo Usuário nesta plataforma, independentemente de comunicação prévia ou de justificativa de motivos.
  • O Portal resguarda a possibilidade de fornecer dados e registros dos Usuários às autoridades públicas, com o objetivo de colaborar com procedimentos oficiais de natureza judicial ou administrativa.