Justiça

Cristiane Brasil e Pedro Fernandes têm bens bloqueados pela Justiça

0

A Justiça do Rio determinou o bloqueio dos bens da ex-deputada federal Cristiane Brasil e do ex-secretário de Educação do Rio de Janeiro Pedro Fernandes, bem como de suas contas correntes bancárias, investimentos e aplicações financeiras.

A decisão, proferida pela 26ª Vara Criminal do Rio, também bloqueou bens de outras cinco pessoas e quatro empresas, que são investigados de participação no esquema que envolve o desvio de recursos da Fundação Leão XIII, que presta serviços à pessoas pobres no estado do Rio. O esquema foi denunciado quando da Operação Catarata, do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

A ex-deputada Cristiane Brasil foi apontada pela Justiça como “Fada Madrinha” da Servlog, empresa tida como foco de contratos de serviços sociais fraudulentos firmados com a prefeitura do Rio.

Pedro Fernandes, que também é ex-deputado estadual e ex-secretário de Ciência e Tecnologia, e Cristiane Brasil, foram presos no dia 11 de setembro, em desdobramentos da segunda fase da Operação Catarata. Ambos foram soltos no último dia 15, em decisão que substituiu a prisão preventiva por medidas cautelares, como comparecimento mensal em juízo, proibição de acesso às empresas investigadas e de manterem contato entre si.

Os suspeitos na investigação são acusados de corrupção ativa, passiva, crimes de organização criminosa, lavagem de capitais, além de embaraçar as investigações.

A defesa de Cristiane Brasil disse que recebe com tranquilidade a decisão e que “irá elaborar as medidas necessárias para requerer o desbloqueio dos bens”. Segundo o advogado da ex-parlamentar, o bem bloqueado foi um apartamento em Copacabana, que é um bem de herança, informando, ainda, que ela não tem dinheiro em conta e não possui patrimônio.

Procurada, a defesa de Pedro Fernandes, até o momento, não se pronunciou em relação ao bloqueio de bens.

Outras nóticias

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de privacidade

TERMOS DE USO PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS

  1. Em respeito ao direito fundamental de liberdade de expressão, o Portal permite aos Usuários que publiquem comentários junto das notícias e opiniões veiculadas nesta página.
  • O Usuário, sob pena de responder civil e penalmente, compromete-se em fornecer informações verdadeiras e atualizadas para sua identificação pessoal, e isenta o Portal de notícias de responsabilidade quanto a eventuais informações inverídicas que venha a prestar.
  • Usuários menores de 18 anos, que venham a se manifestar e comentar as notícias e opiniões disponíveis no portal, deverão ser assistidos de seus responsáveis, que responderão civil e penalmente pelo conteúdo.
  • O Usuário compromete-se em publicar comentários e manifestações cordiais, que não violem a legislação nacional vigente ou que impliquem em ilícito de qualquer natureza. Sendo vedada qualquer manifestação discriminatória ou que atente contra a dignidade da pessoa humana.
  • Ao publicar comentário, o Usuário autoriza o Portal que exiba o conteúdo por tempo indeterminado, sem qualquer restrição. Sendo facultado ao Portal que se utilize do conteúdo para qualquer fim, sem qualquer ônus, independentemente de consentimento.
  • O Portal se reserva ao direito de registrar e armazenar qualquer comentário realizado pelo Usuário na página, ainda que tal conteúdo venha a ser indisponibilizado ou excluído por qualquer razão.
  • O Portal se reserva ao direito de suspender, remover ou indisponibilizar qualquer comentário ou manifestação realizada pelo Usuário nesta plataforma, independentemente de comunicação prévia ou de justificativa de motivos.
  • O Portal resguarda a possibilidade de fornecer dados e registros dos Usuários às autoridades públicas, com o objetivo de colaborar com procedimentos oficiais de natureza judicial ou administrativa.